23/01/2015 às 12:48 - Atualizado em 23/01/2015 às 23:53
Hidrelétricas de São Paulo operam com volume morto para gerar energia
Elas só funcionam porque estão utilizando o volume morto de seus reservatórios de água
Usina Hidrelétrica Ilha Solteira é a maior usina hidrelétrica de São Paulo e a terceira maior usina do Brasil

Usina Hidrelétrica Ilha Solteira é a maior usina hidrelétrica de São Paulo e a terceira maior usina do Brasil

Da Redação

As usinas hidrelétricas do Estado de São Paulo, a Ilha Solteira e Três Irmãos estão com os volumes úteis zerados desde junho, devido a forte estiagem.

Elas só funcionam porque estão utilizando o volume morto de seus reservatórios de água.

A usina da Ilha Solteira fica no rio Paraná, entre São Paulo e Mato Grosso do Sul e é a maior hidrelétrica paulista e uma das maiores do país.

A usina Três Irmãos é a maior usina construída no Rio Tietê e está localizada entre os municípios de Andradina e Pereira Barreto (SP), a 28 km da confluência com o Rio Paraná.

O uso do volume morto para produzir energia é mais limitado do que o uso para o abastecimento de água.

É praticamente impossível captar água para gerar energia, com o reservatório abaixo de certo nível.

Para piorar, os principais reservatórios de hidrelétricas do país também estão com um nível de água menor do que o registrado em 2001.

Naquele ano, o país enfrentou um racionamento de energia.

A usina de Paraibuna também zerou o volume útil na quarta (21) e foi suspensa a sua operação.

Ela é primeira usina hidrelétrica a ser desligada nesta crise.

Diante da crise, o governo federal tem acionado usinas termelétricas, que geram energia a custo mais alto do que as hidrelétricas.

País terá “problema grave”
O ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, disse nesta quinta (22) que, se os reservatórios das hidrelétricas chegarem a níveis menores que 10% da capacidade máxima, o país poderá ter “problemas graves”.

Segundo ele, esse é o limite estabelecido pelo Centro de Pesquisas de Energia Elétrica (Cepel) para o funcionamento das usinas hidrelétricas.

Braga diz que o governo tomará as “medidas necessárias”, que podem incluir o racionamento de energia.

Os reservatórios do sistema Sudeste/Centro-Oeste estão em 17,43% de sua capacidade máxima e os da Região Norte estão em 17,18%.

Segundo o ministro, o governo está monitorando o consumo de energia.

Para ele, o consumidor brasileiro tem capacidade de administrar o gasto de energia.

“Esperamos que, de forma inteligente, o povo brasileiro, que sempre soube cuidar da sua economia, possa definir qual o consumo ele quer, porque tem um preço a pagar por esse consumo, e ele está sendo informado sobre isso”, disse.

Leia também:
Com chuvas abaixo da média, Sistema Cantareira pode secar em 4 meses
Fenômeno no Oceano Pacífico leva a verões pouco chuvosos em todo Brasil
Saae pode ampliar o rodízio em Guarulhos se crise agravar
Obra para levar água ao Sistema Cantareira é incluída no PAC

Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>